Recent Posts

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

25 ANOS...

...é a idade q eu envelheci em 10 meses como mãe!

Agora pouco entrei no banheiro pra lavar as mãos e me olhei no espelho. Faço isso todo dia, mas agora me percebi lá no espelho, parei, olhei por uns 10 minutos.
Olhei meus cabelos, presos, mal presos na vdd, bagunçado e sujo. Minhas sombrancelhas enormes, pra fazer, despenteadas.
Minha boca, com uma herpes de presente, machucada.
To de bigode.
Olhei meus olhos. Rugas. Algumas.
Vasculhei ainda mais o cabelo e descobri meia duzia deles, já brancos.
Desviei os olhos do espelho e me olhei.
Ainda de camisola, suja e feia. 
De chinelo Havaianas e com as unhas dos pés, curtas por questão de higiene, mas feias, com cutículas e sem esmalte há séculos!
Olhei minhas mãos. Já vejo manchas nelas. As unhas cortadas com um cortador qlq, sem lixar, tb com as cuticulas grandes, curtas e feias.
Subi a camisola e olhei meu corpo.
Há tempos eu não fazia isso.
Minha barriga, embora sem estrias da gravidez, está flácida e grande.
Nesses 10 meses tive a "pachorra" de engordar 10 kilos. DEZ.
Meus olhos se encheram de lágrima ao pensar nisso.

Como eu cheguei até aqui?????

Onde foi q eu parei???
Pq meu Deus eu ñ consigo me achar?


E ainda por cima, eu, estando assim, ñ estou sozinha!
Minha casa está de cabeça pra baixo...eu perdi completamente o controle da minha vida!


Desde q Anna nasceu, eu fiz uma lista de prioridades.
Eu não só me coloquei lá embaixo, no ultimo item, como coloquei uma observação: "se der".
Eu faço as coisas pra mim se der.
Eu como se der.
Faço xixi se der.
Tomo banho se der.
Se der...


Sou feliz, se der!


Eu ñ culpo ng por isso, a não ser, a mim mesma!
Se eu deixei as coisas nesse ponto, a culpa é toda minha!
Eu sou a excessão.
O resto do mundo q consegue dar conta é q é regra! 
Eu q sou fraca, entendem???


As vezes eu tenho tempo pra tudo isso mas não tenho dinheiro.
As vezes até sobra um qlq, mas me falta ânimo.
Tem vezes q eu tenho até ânimo, mas me falta tempo!


E isso se torna um completo circulo vicioso sem fim, não acaba!


Começo a ver meu casamento comprometido, minha auto estima jogada no lixo, meu sorriso nem sempre é tão real qto parece!
Nisso acabo virando uma pessoa amarga, uma péssima companhia, uma mãe duvidosa, uma amiga distante!


Qdo eu me encontrar, talvez, as coisas comecem a mudar!
Tento sempre começar essa mudança (vide os 2 ultimos posts sobre meus cabelos), mas daí, eu vejo q cuidar disso tudo dá trabalho, requer meu tempo, minha grana (aquela q eu não tenho), minha força de vontade...


E as vezes a unica coisa q eu quero, é deitar e dormir!




(desculpem o desabafo!)

19 coisas...:

Bruna Almeida disse...

Ai amiga que situação...fico triste quando eu leio esses post desabafos que vc faz. Sei que é dificil mas a unica pessoa que pode mudar isso é vc. Só vc e mais ninguém, mesmo com a falta de tempo tente encontrar um tempinho pra vc mesma, tira um dia da semana para ir no salão deixe a Anna com o pai dela, sei lá. Vc virou mãe mas não deixou de ser mulher, a falta de tempo é grande eu sei, mas tente fazer uma forcinha. Não é possivel que seu marido fique com ela num sábado a tarde pra vc ter umas horas pra vc mesma, se cuidar, ir no salão...Tenho certeza que quando vc fizer isso vc vai melhorar, essa auto estima baixa é isso vc está perdida e esqueceu de vc, como vc mesma diz em seus posts. Mas não é bem assim, vc continua sendo a mesma Thania só que agora mãe. E vc também merece mais que tudo um tempinho pra vc.

Beijos

Van Zuppa disse...

Confesso que admiro sua coragem de admitir o que sente, quais suas fraquezas e limitações.

Muita gente sente tudo isso, parte disso, mas quase ninguem tem coragem de assumir, tão verdadeiramente como vc... Acho que como eu mta gente aprisiona internamente esse eu sem vontade, desanimado, cansado e que pouco se reconhece qdo se vê no espelho.

Seu post de hj reflete bastante do que eu sinto tambem, vc não esta sozinha, não é so vc que falha, as pessoas só não admitem ser assim...

Para de se desculpar por dizer o que sente, quem gosta da Thania, gosta do lado do bom e do lado ruim, chato e até amargo.... Como vc disse hj para seu marido, qdo mais amargo o chocolate mais puro...

Se quiser fazer algo para mudar.... Se quiser um dia de princesa no salão, eu nao posso te dar, mas prometo que te acompanho, cuida da Anna Laura e tudo mais....

Bjo do tamanha dessa sua vontade de nada fazer.

Déia disse...

Sei exatamente sobre o q está falando. A maravilha da maternidade, traz na mochila inúmeras dificuldades.
As mães não tem tempo pra nada! Não se cuidam e aí começam as complicações no casamento. A gente simplesmente não da conta. E uma coisa é certa...realmente tudo não dá. Não adianta ficarmos loucas nos cobrando.
Vou fazer ginástica um dia, pra fazer minha barriga voltar pro lugar. Cortei o cabelo, to tentando me arrumar...e isso é tudo q posso fazer.
Peço q meu marido me entenda e nos ame assim mesmo. rs
Va com calma querida, um passo de cada vez.
bj

Keca e Marco per sempre!!! disse...

Ai Thania, queria ter a tua coragem de falar abertamente sobre tudo isso. Voce nao è a unica nao, fica tranquila. Acho que toda mae passa um pouco por isso e cada uma no seu tempo consegue reencontrar o proprio "eu".
Eu tambèm me senti assim como vc, e pra ajudar sentia uma solidao desgraçada por nao ter minha familia e minhas amigas aqui, mas enfim, preciso ser forte pelo meu filho e por mim...
Uma vez por mes (na TPM) fico assim como vc, sò meu marido sabe coitado...mas vou melhorar e vc tambèm!!

disse...

Than,

Você é uma mulher real, como todas nós somos e no eu post de hoje emsmo expressei minha semana de dificuldades. Desde que voltei a trabalhar me prometi cuidar das varizes, dos dentes e da flacidez... e cadê??? Não sobra tempo, não sobra dinheiro e não sobra vontade... chega final de semana cade a coragem de colocar uma bermuda??? eu não tenho...
Tem dia que durmo sem escovar s dentes, banho então...afff!!! Mas o filho está limpinho...rsrsrs
É amiga: é filho, trabalho, marido, casa e nós??? quem nos tornamos??? eu ainda não me reconheço por completo, ainda não me achei na moda de quem não tem dinheiro para comprar coisa nova, a roupa antiga não cabe e não tenho tempo para variar acessorios e fazer maquiagens...
Mas não posso me abandonar, isso nunca, senão daquia pouco meu filho estará sem mãe e meu marido sem esposa, por isso faço o que posso, esse é o meu lema... o cabelo está arrepiado, eu passo um creme e prendo, a perna tá branca eu visto uma calça para tampar e assim vamos vivendo...
O importante é se aceitar como humana, hoje está cansada, amanhã vc estará melhor e qdo Anna tirar um cochilo faça as sombrancelhas... e se permita fazer as coisas aos poucos sim.
E, amiga, mesmo descabelada eu te amooo!!!!
Beijos!!!

Bibi Elias disse...

Than, vc me descreveu por 8 meses! Durante os primeiros 8 meses de vida do Theo eu era o seu espelho! A vida era realmente só do Theo. Aí passei por todo o processo doloroso de admitir e reconhecer que eu precisava me olhar e, finalmente, mudei. Ainda falta muitaaaaaaaaa coisa mudar (não to falando de estética, to falando da minha cabeça mesmo!), mas já dei o 1º passo e não paro mais! Eu desejo do fundo do meu coração que vc consiga tb, pq faz bem pra gente, pros filhos e pra nossa relação com eles! =)
Conta comigo!
Beijocas,
Bibi

Casa da Faby disse...

Than,
Passei por aqui e fiquei tocada com seu post.
Não sou mãe e não sei como é, mas posso imaginar!
Acho que agora vc tem que olhar pra frente e esquecer essa Thânia que vc vê e começar a ver uma nova Thânia!
Se vc está com alto estima lá em baixo, busque tentar se aceitar. Qdo vc se aceitar nascerá a vontade de se arrumar, e vc verá como sua vida dará um up rapidinho!
BjO

Cláudia Leite disse...

Than,
Vc não é excessão não!
Admiro vc porque assume suas fraquezas, consegue expor esses momentos down, que eu acredito que todas as mães passam, algumas por meses, anos e outras por 20 minutos ao menos.
Estou num momento melhor agora, pois dediquei um tempo pra mim, estou estudando, me atualizando e isso me fez muito bem. Mas enquanto estava em casa 24 hs por dia me senti em segundo plano, terceiro, quarto...
Quando estamos em casa há o desejo de mudar, de se cuidar, mas falta coragem, daí vêm outros milhões de impecilhos e tal. Mas tente pensar um pouquinho em vc tah? Precisamos disso.

bjooo!

Sra. Cilla disse...

Oi Than!
Não sou mãe, tô recém casada e de vez em quando me vejo em alguns desses ítens que escreveu. Tô desempregada, apesar de ter ajuda dos meus pais, nem sempre o dinheiro sobra! Tenho que estudar, deixar a casa em ordem, fazer comida, parece bobeira mas eu tb não me reconheço, sempre trabalhei e estudei e agora me ver como "dona de casa" me deixa bastante desanimada!
Só pra dizer que não estás sozinha nesse barco! Mas é preciso reagir! principalmente por você, pela sua filha e pelo marido! mesmo com todas as dificuldades! comece aos poucos ;)
Bjinhus!

Ana Paula disse...

Mudança exige empenho, força de vontade e traz uma carga de responsabilidade que, às vezes, a gente não esta a fim de bancar. Eu sei porque já passei por uma fase parecida com a sua, e o que mais queria era não fazer nada, ficar no meu casulo e deixar a vida passar.
Mas a realidade é que só você pode dar a volta por cima, buscar o que realmente quer e fazer a diferença. Aliás, você já se questionou: “o que eu quero AGORA para minha vida?”
A partir desta resposta você poderá nortear seu dia. Não adianta pensar muito longe, tente fazer o melhor que puder HOJE. E siga pensando assim todos os dias. Às vezes, uma mínima coisa que consiga fazer já vai te trazer uma sensação de realização e de dever cumprido, aquela sensação de poder, que aos poucos vai te dando mais e mais força e quando vê você estará fazendo tudo o que planeja, quer e precisa.
Torço para que esta fase (porque é uma fase, não se esqueça disso!), passe logo e você tire dela muitas lições positivas. Porque, querendo ou não, são nos momentos difíceis que a gente cresce.
Lembro que você escreveu algo sobre não estar trabalhando, de não ter o seu dinheiro. Talvez voltar ao mercado de trabalho possa te dar mais autonomia para fazer o que precisa fazer, seja útil ou fútil (porque as futilidades também são tudo de bom!!).
Você disse que sua autoestima esta jogada no lixo. Então lembre-se amiga: todo lixo pode ser reciclado! ;)
Fique bem!
Grande beijo!

Mamy disse...

Than
"Levanta sacode a poeira e dá a volta por cima....." você pode, você deve....^primeiro por você, depois por você e em terceiro lugar por você....Não deixe o desânimo acabar com você, você não merece se machucar e por consequência machucar aqueles que te amam, que precisam de você, a mãe Thania, a esposa Thania, a amiga Thania, a filha Thania, a irmã Thania. Eu te amo e não quero ver você assim triste......Bjs

Débora Beyer disse...

Than,
Se eu tivesse escrito um post sobre isso, teria mudado apenas algumas coisas (por que por aqui, por exemplo, a maternidade me deixou com tanta estria que não dá nem pra contar), por que o restante é idêntico ao que vivo.

Eu juro que fico as vezes pensando qual é o meu problema. Por que é que eu não consigo dar um jeito na minha vida.
A minha casa é um lixo, lixão. Eu consigo lavar louça, varrer, arrumar camas e só. A limpeza mesmo vai ficando, ficando, ficando...

Desde que o Vicente nasceu eu sempre estive doente. Minha imunidade caiu bastante e tenho uma anemia constante justamente por não conseguir comer direito.
Acho que isso contribui para o meu mal estar contínuo.

Agora comecei aos poucos a arrumar o cabelo. Unhas? hehe Eu não dou um jeito nas minhas desde quando fui para a maternidade dar a luz ao Vicente. Nunca mais fiz.
As sobrancelhas, criei coragem pra enfrentar dia desses e foi dificil!

Hoje eu tinha marcado médico pra mim. Acha que eu fui? Lógico que não. Eu travo! Se for pra fazer qualquer coisa que seja pra mim, eu empaco, não faço mesmo.

Eu fui procurar ajuda, mas os psiquiatras não me ajudaram em nada e não tenho dinheiro pra psicólogos e tampouco acho que iriam resolver, pois quem precisa resolver isso tudo somos nós mesmas.
Mas, tá difícil!

Espero que em breve tudo melhore pra nós. Que consigamos nos sentir bem, bonitas e felizes!

Beijos, querida!

Ju Louseiro disse...

Than, não sou mãe, nem esposa, nem dona de casa, e não tenho autonomia pra dizer isso maaas, acho que deve ser só uma fase! A pequena está numa fase que exige 100% de você, mas vai chegar uma hora que ela ficará maiorzinha e será mais independente, consequentemente as coisas ficaraão mais faceis pra vc, pra vcs...
Não sei se é assim, maaas, eu acho que pode ser só isso sim!

Fica beeeem!

Um beijo =)

http://www.fuxicodenoiva.com.br
http://casamentodossonhos-juefe.blogspot.com

Déia Musso disse...

Amiga,
Desculpa a demora em comentar, mas tô aqui!
Olha, que mulher nunca se sentiu assim, que mãe nunca passou por isso que atire a primeira pedra!
Eu não sou nem metade da mulher vaidosa que fui.
To nessa do "se der" tbm e rezo para que meu marido se conserve compreensivo porque sinceramente, sei que já fui mais atraente!
Não se sinta jamais sozinha nessa, a gente não fala com todas as letras mas passa por tudo isso ae...é foda!
Ser mãe é algo divino sim mas nos custa a alma! Né?
Claro que pelo meu filho suportaria até mais mas tem dias que eu choro sabia? Sim, esgota amiga! A gente é antes de tudo serumano né???
Mas ó, lembra do video das reflexões sobre a maternidade: ISSO VAI PASSAR!
E até não passar, eu to aqui, do teu lado te dando a mão, pq né, tamo junta!!!

Bezinhos nossos querida,
conte sempre comigo!

Anjinho disse...

Ai amiga, sabemos q filho com certeza dá uma revira volta na vida de uma mulher, mas, prcisamos tentar ao menos dá conta né?
E precisamos sim nos cuidar, mas, pelo menos vc já reconheceu q precisa mudar, agora é força na piruca.

Qnt a barriga grande e mole, isso é de menos, o pior são as estrias, pq esta sin requer mto tempo, esforço e dinheiro para ameniza-las, pq da fim mesmo é impossível.
Já as "banhas" só requer mesmo força de vontade e esforço.
Bola pra frente, se ñ tem dinheiro, tente vc mesma dá um jeito, o q ñ pode é se esmalzelar.
nda de auto estima baixa, até pq isso ñ resolveria.

Natália disse...

OI, REALMENTE SER MÃE NÃO É FÁCIL, MAS TEMOS QUE LEMBRAR QUE ALÉM DE MÃES SOMOS MULHERES E ESPOSAS. PRECISAMOS TER UM TEMPO SÓ PRA NÓS. QUANDO EU PAREI PELA PRIMEIRA VEZ PRA ME ARRUMAR, FAZER A SOMBRANCELHA, ARRUMAR MEU CABELO, VI A MULHER LINDA QUE SOU E COMO ESTOU DEIXANDO ISSO DESPERCEBIDO. A PARTIR DO MOMENTO QUE VC OLHAR NO ESPELHO E SE GOSTAR, AS COISAS VÃO FICAR MUITO MAIS FÁCEIS. ADOREI O BLOG, JÁ TO SEGUINDO. PASSA LÁ NO NOSSO CANTINHO E SE GOSTAR NOS SEGUE TBM. BJUS

Maria Israely disse...

Quem é mãe sabe bem o que é isso.....eu ja havia tentado organizar minha vida varias vezes e nunca conseguia, meu marido ja estava me chamando de pereirão por causa do meu bigode, mais fui obrigada a ter uma conversa seria com ele e pedir colaboração, pois se ele me ajuda tudo é mais facil, não posso assumir os compromissos tudo para mim, não dizendo que este é seu caso.....o maridão a vida dele não havia mudado quase nada, continuava lá bonitão, so com umas pequenas olheras por me ajudar na madrugada......ai parei e falei chega preciso lembrar que eu existo tb.....apos a conversa fui em uma perfumaria e comprei os seguintes itens: Alicate de cuticula, esmaltes diversos, um belo de um creme para hidratação, pinça e cera depilatoria.....pois para se arrumar não precisa recorrer so ao salão de vez em quando tudo bem, mais gasta muito.... as vezes nem precisa vc ir ao salão para se arrumar...em casa tb da certo... agora coloquei uma meta na minha vida... todo sabado apos a faxina na casa... O Gabriel fica com o Papis e eu mesma, faço minhas unhas, lavo e hidrato os cabelos, eu mesma faço escova tiro meu buço e faço minha sobrancelha.... faz tão bem isso para nossa auto estima.... tente fazer isso pois de qq forma a Anna precisa de uma referência e se ela crescer vendo que vc esta para baixo, sem animo, os nossos filhos pegam nossos atos como referencia e ela vai ser seu espelho um dia.....espero que tenha ao menos te animado amiga...

Vamos la coragem e quero ver vc em breve com um post que deu a volta por cima.....

Anônimo disse...

Nossa... seu post mexeu comigo. Porque há um tempinho atrás eu me senti exatamente assim. EXATAMENTE mesmo.

Querida, respira fundo e pense em cuidar de vc. Li que vc já cuidou do picumã com uma bela progressiva, né? Hahaha... Arrasou!

Marque hora num endocrino e veja algum remédio prá emagrecer (porque sou mãe e tbm sei que o tempo prá academia é zero e a vontade de comer só alface tbm é zero). Com orientação médica, os remédios só ajudam!

Peça prá sua mãe ou sogra ficar uma tarde com a Anna e nessa tarde faça a sua sobrancelha, mão, pé e depilação.

Deixe as maquiagens básicas em cima da pia do banheiro. Um rímel e um batonzinho fazem milagres logo pela manhã!

Se obrigue a tirar a camisola assim que vc acorda. E nada de roupas surradas! Podem não ser novas, mas nada de roupas de ficar em casa!

Te garanto que isso vai fazer maravilhas por vc, pelo seu casamento e pela sua relação com a Anna e tbm com o Eros.

Conselhos de quem acabou de conseguir entrar em uma calça de antes da gravidez, depois de 10 meses!

E comecei essa mudança num dia assim, como esse seu. Me olhando no espelho e perguntando quem era aquela pessoa ali refletida. Não me reconheci e decidi mudar.

Estou torcendo por vc!

Bjinhos!

Bicho-mãe disse...

Nossa Thania, não está sozinha nessa não viu! Eu tbm me sinto e me vejo assim em alguns (vários)momentos rss... Minha barriga tbm tah enorme, engordei 10 kg em 7 meses e agora estou tentando desesperadamente emagrecer (menos desespero rss) muitas mães estão passando por isso, apenas não comentam, mas passam...
Minha meta é mudar significamente tudo isso para estar melhor em janeiro rss... Férias!

Beijosss